Estudante mata dois colegas a tiros e fere quatro em escola particular de Goiânia

Um adolescente de 14 anos matou dois colegas de sala e deixou outros quatro feridos no início da tarde desta sexta-feira no Colégio Goyases, na região leste de Goiânia. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar de Goiás, o garoto do 8º ano entrou na sala de aula por volta de 12h, durante o intervalo, e atirou contra os estudantes da escola particular, aparentemente sem um alvo específico.

A PM também confirmou que a arma utilizada no atentado – uma pistola .40 – pertence a um major da corporação, pai do adolescente. O coronel Marcelo Granja, porta-voz da Polícia Militar, afirmou que o pai do atirador deve prestar depoimento à corregedoria para explicar como o filho teve acesso à arma.

O suspeito pelos disparos foi apreendido logo após a chegada da polícia. Segundo relatos de colegas e professores no local do atentado, ele sofria bullying constante de outros estudantes e tinha poucos amigos no colégio, que fica no Conjunto Riviera, bairro de classe média da capital goiana, e atende alunos do ensino infantil e fundamental.

Os adolescentes feridos no tiroteio são três garotos e uma menina. Já os dois mortos seriam dois garoto. Os nomes e as idades das vítimas ainda não foram confirmados pelas autoridades. Segundo o Corpo de Bombeiros, os feridos foram encaminhados para dois hospitais da cidade.

A polícia informou ainda que o adolescente que atirou contra os colegas foi conduzido ao Instituto Médico Legal para exames de corpo de delito e, em seguida, irá para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). Uma investigação será aberta com o objetivo de apurar o que teria motivado o adolescente a abrir fogo contra os colegas.

Internet / ElPais

Foto: REPRODUÇÃO TV ANHANGUERA